martes, 30 de octubre de 2007

Contemplação


Lambendo a baba do seu sono e o resto do seu suor, comendo migalhas do seu pão deixado no criado-mudo.

Vendo você dormindo e a vontade de estar no sonho deste teu sono.

Não entramos na cabeça alheia só por vontade e é por isso que eu me enrolo no teu corpo, debaixo do cobertor pra sentir essa alma mais perto.

Dormir em você e dormir você.

Você levanta pro banho e eu aspiro teu travesseiro.

Teu cheiro. Efeitos delirantes. Um vício, queria levar ele pra mim.

Te trago em cada aspirada, comportamento altera, mas ninguém percebe que fico mais cheia de vida.

Você volta do banho, me abraça e não nota que está na minha corrente sanguínea.

1 comentario:

Vitor dijo...

eu não só durmo em você, como sonho em você, vivo em você, existo em você...